De virada, Blumenau vence e conquista o tricampeonato dos Jasc

Uma final de alto nível, disputada ponto a ponto e cheia de emoção. Foi o que proporcionaram Blumenau e Chapecó nos Jasc de Caçador.

Foi uma final emocionante de duas das grandes equipes do voleibol masculino catarinense. Além de tradicionais, elas proporcionaram um grande jogo na final dos 58º Jasc (Jogos Abertos de Santa Catarina). De virada, Blumenau venceu por 3 sets 1 e conquistou o terceiro título consecutivo na competição (2015, 2017 e 2018 – em 2016 não foi realizado os Jasc).

O jogo

No primeiro set, o jogo foi marcado por equilíbrio e as equipes se alterando placar disputando ponto a ponto. Chapecó venceu 27/25. Já no segundo set, Blumenau voltou mais determinado e venceu por 25/16. Os dois últimos sets as duas equipes forçaram o saque, fundamento que foi decisivo na partida. Blumenau venceu o terceiro set por 29/27 e fechou a partida no quarto set com uma vitória de 25/22.

Para o técnico André Bonega, o principal ponto da partida foi o controle emocional. “Começamos a partida um pouco tenso, mas conseguimos controlar o psicológico dos jogadores. Assim melhoramos na partida”.

Foto: Jonas Bezerra

O momento mais relevante do jogo aconteceu no quarto e último set, quando o jogo estava equilibrado até os 20 pontos. A partir daí, o ponteiro Kelvin foi para o saque e conquistou quatro pontos, três deles “ace”.

“A nossa proposta era fazer o saque forçado. Conseguimos isso no decorrer do jogo quando nossa equipe foi ganhando confiança e o nosso saque começou a entrar e, felizmente, conquistamos uma grande vitória diante de uma grande equipe”, esclarece o ponteiro Kelvin.

Após a final aconteceu a solenidade de premiação, com a presença da presidente da Fesporte, Natália Lúcia Petry, e de vários dirigentes esportivos.

FICHA TÉCNICA

Blumenau 3×1 Chapecó (25/27, 25/16, 29/27 E 25/22). Local: Ginásio de Esportes Estadual. Arbitragem: Paulo Beal e James Beal. Apontadora: Adriana Kopelke.

BLUMENAU: Alex Oschler, Arthur Pereira, Carlos Barros, Eudis Martines, Felipe Santos, Guilherme Alves, Jonas Deschamps, Kelvin de Paula, Leandro Santos, Leonardo Harot, Marcel Kodama, Maurícios Susin Jr., Ricardo Braatz, Ricardo Schueroff, Robson Schueroff, Robson de Fázio e Samuel Marins. Técnico: André Bonega.

CHAPECÓ: André Tiepo, Douglas Bueno, Gabriel de Ávila, Giovani Campos, Handerson Orsolin, João Pedro Rex, João Pravato Neto, Jorge Oliveira, Junio Cesar Maciel, Lucas Alberti, Marcos Semião, Renan Bevilacqua, Rodrigo Silva, Victor Lupp e Wallace Santos. Técnico: Nilson Rex.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s