Loyola, o mais novo imortal da ABL

Um dos principais escritores da atualidade no país, o araraquarense Ignácio de Loyola Brandão foi eleito – por unanimidade, 31 votos – nesta quinta-feira (14) membro da Academia Brasileira de Letras (ABL).

Nascido em 1936, com mais de 40 livros ao longo da carreira entre romances, coletâneas de contos e de crônicas e literatura infantil, Loyola irá ocupar a Cadeira 11 que pertencia ao jurista e sociólogo Hélio Jaguaribe, morto em setembro do ano passado.

Foi no jornalismo o início de sua carreira. Ainda na juventude escreveu para o jornal O Imparcial. Aos 21 anos, muda-se para São Paulo onde trabalhou no jornal Última Hora. Escreveu também para várias revistas como Cláudia, Realidade e Vogue. O seu reconhecimento no meio veio em 2016. Na ocasião, Loyola ganhou o Prêmio Machado de Assis, entregue pela própria ABL, pelo conjunto da obra.

Entre as obras do escritor, estão “Não verás país nenhum”,  “O mel de Ocara” e “Zero”, seu romance mais célebre, lançado primeiramente na Itália depois de ter sido proibido pelo regime militar brasileiro. Lançada anos depois no Brasil, a obra se tornou um clássico da literatura nacional.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.